Sem terceira Via forte, Bolsonaro só perde pra ele mesmo

Sem terceira Via forte, Bolsonaro só perde pra ele mesmo

Compartilhe nas redes sociais!

*ANÁLISE INDEPENDENTE, LIVRE E REALISTA>>>


O maior adversário de Bolsonaro é ele mesmo, suas loucuras e seus acordões com o Centrão, se afastando da sua base eleitoral 'raiz'.

Bolsonaro também perde só na cabeça dos esquerdopatas adoradores de Lula ladrão e no ambiente das narrativas diárias do Mainardi no O Antagonista, aquela galera que leva R$ 8 milhões da turma do Dória, mas que nega isso.

Detalhe: Bolsonaro perde votos por suas próprias 'piras' e erros na estratégia política agressiva e bizarra, mas se reequilibra ganhando votos e apoio por causa dos melhores cabos eleitorais que tem à seu dispor: LULA LADRÃO, PT E OS VÂNDALOS DAS LULACIATAS.

Fora disso, com o povão, tira a prova quem quiser, saia à rua e pergunte na sua rua, no seu bairro, na sua cidade, e vai ver o que já temos constatado hoje:

De cada 10, 4 votam em Bolsonaro.

Mas, por quê? A maioria dos que se expressam sobre o assunto eleições, votam em Bolsonaro, isso se percebe claramente, independente de quantos morreram e do que aconteceu na Pandemia, (povão nem lembra mais da Pandemia), e o mais importante, votam em Bolsonaro só pelo nojo ao PT, o papo de minorias, 'os tudes', o receio de 'ditadura comunista', a crítica dura à polícia, a defesa de bandidos/direitos dos manos, e sobretudo, a arrogância de Lula, o sentimento de vingança que Lula já deixou claro desde que saiu da cadeia, a cara de soberba de Gleisi, a cara de bosta do Zé Dirceu, a babaquice de artistas da Globo e cantores maconheiros em geral e todos os demais esquerdopatas que estão achando que sairão de fininho de seus crimes porque a Lava Jato foi morta no acordão de Bolsonaro e demais ladrões da República.

Sublinhe-se: o nojo ao PT e à esquerda em tudo que Lula, PT e a esquerda representam são os maiores cabos eleitorais de Bolsonaro, depois do próprio PT e do Lula ladrão.

Repito, de cada 10 pessoas, 4 votam em Bolsonaro de cara, 3 não dizem que vão votar em 2022, 2 em Lula talvez e 1 em Ciro ou Dória.

Por aqui, no Paraná está assim.

E também temos visto a mesma coisa através de amigos, que não são Bolsonaristas e são críticos ferozes do que eles chamam de 'Bolsonazismo', e que nos ajudam sendo tipo uns correspondentes em Santa Catarina, Rio Grande do Sul, grande parte de SP, especialmente pelo interior de SP, variando entre 3 votos a Bolsonaro pros lados de Brasília pra cima até nordeste e norte, 2 vota em ninguém, 2 Lula e 2 Dória, 1 Ciro. 

Ninguém fala de terceira via. Povão nem sabe o que é isso. Quase todos dizem que Moro não vai ser candidato porque é 'certinho demais e não aguentaria a bandidagem em Brasília ou que o derrubariam rapidamente se fosse Presidente porque, na versão de 8 entre 10, Moro iria querer fazer as coisas certas e não teria apoio dos deputados e senadores que fariam Impeachment por qualquer motivo'. Veja se pode! Mas é a opinião do povão. 

COM ISSO, DEDUZIMOS QUE:

Sem terceira via, um nome forte, sem união em torno de um único nome como opção à Lula e Bolsonaro, vai dar Lula x Bolsonaro NO 2º TURNO.

E, anotem aí, num 2º turno entre Lula e Bolsonaro, Bolsonaro tende, se nada de extraordinário acontecer até lá, à ganhar com as calças na mão na pior a hispóteses, TIPO 51% A 49% DOS VOTOS VÁLIDOS.

E na mais otimista da hispóteses, digamos assim, Bolsonaro vence com quase a mesma votação da eleição de 2018, ou seja, perto de 55,13% dos votos, perto de 57.797.847 de votos, quase 10 milhões de votos a mais que Haddad que teve 44,87% dos votos com 47.040.906 votos. 

Esse é o cenário mais realista possível, sem tirar, nem por, hoje, 29/7/2021, prospectado cara a cara com o povão, de maneira informal e sem qualquer critério científico e estatístico. Apenas olho a olho com o povão.

Tire a dúvida e saia à rua falar com o povão e vocês verão que a internet está num outro mundo, bem longe da realidade e da opinião do povão.

Trabalhando com infomação e política já há 17 anos, em minha modesta opinião, observo que, do ponto de vista de estratégia política, Bolsonaro tem se afobado demais, entrado em discussões inúteis, que lhe tiram votos, perdendo tempo precioso com balélas, e não está, nem ele e nem sua equipe toda, percebendo que tem uma grande carta na manga que certamente pode lhe garantir a vitória. Eu sei, mas não direi nada disso aqui. Alguém aí já sabe?

Até a próxima análise realista!


*(Análise de Emerson Rodrigues, editor geral do FCS Brasil, para os blogues livres e realistas no Brasil e no Exterior -  E-mail direto: [email protected], [email protected])

(Com foto de Adriano Machado/Reuters)

(O conteúdo deste artigo é de responsabilidade do autor.)
Siga o FCS Brasil nas redes sociais:



Quer receber novidades sobre a política e o que está acontecendo no Brasil e no mundo?
Clique aqui e cadastre-se: +55 42 9 9147-7863

ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores, os quais poderão responder judicialmente e não representam a opinião deste site. Se achar algo ofensivo, marque quem comentou e denuncie.

Leia também
Junte-se a nós
X