Cai a máscara de Marina Silva e sua 'Rede' ao irem contra o Impeachment e detonarem Cunha

Cai a máscara de Marina Silva e sua 'Rede' ao irem contra o Impeachment e detonarem Cunha

Compartilhe nas redes sociais!

Como já falamos várias vezes aqui, PT, PMDB e PP são os cabeças das mil e uma mutretas e isso está provado tanto no Mensalão quanto no Petrolão.

Os demais: PCdoB, PSD, PR, PDT, PRB, PCO, PSTU, PTB, REDE, PSOL, PQP e todo bando esquerdista mamam nas tetas dos mensalões da vida e está provado o envolvimento de um ou mais políticos desses e de outros partidos no Mensalão e no Petrolão.

REVEJA: Ao 'cercarem' Cunha, Rede e Psol comprovam que são vassalos do PT

SEM CONTAR A OPOSIÇÃO FROUXA: PSDB faz acordo para que governo gaste verbas como quiser e também para detonar Cunha

AINDA: Políticos do PPS são processados pelo Ministério Público do Paraná

Agora, a Rede de Marina Silva  se revela como esquerdista do Paraguai que é, ao ir contra o Impeachment de Dilma.

*** A Rede Sustentabilidade, sigla fundada pela ex-senadora Marina Silva (AC), decidiu que vai se posicionar contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff, e dirá que contestações ao mandato da petista devem acontecer, se for o caso, por meio da Justiça Eleitoral. O TSE (Tribunal Superior Eleitora) investiga as contas da última campanha presidencial de Dilma.

A ação foi motivada pelo PSDB, que acusa o comitê petista de ter cometido abuso de poder político e econômico para vencer o pleito. O desfecho do caso na Justiça Eleitoral é alvo de grande expectativa por parte do presidente nacional do PSDB, Aécio Neves (MG).

Uma condenação no TSE poderia resultar na realização de novas eleições. Aécio e Marina disputaram a Presidência contra Dilma Rousseff, no ano passado. No segundo turno de 2014, os dois se aliaram contra Dilma. ELEMENTOS Segundo o deputado Alessandro Molon (Rede-RJ) a legenda concluiu que "pelos fatos apresentados até o momento, não se encontram presentes os elementos necessários" para o afastamento da petista.

"A Rede acredita que a Justiça é o melhor caminho e defende o aprofundamento das investigações e o avanço de todas as ações no Judiciário, livre de chantagens e ameaças", declarou o deputado. O deputado ressaltou ainda que seu partido milita pelo "imediato afastamento do deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ)" da presidência da Câmara. Segundo Molon, Cunha "continua usando o cargo que ocupa para obstruir o avanço do processo contra ele no Conselho de Ética proposto pela Rede e o PSOL". ***(Com informações de Folha de São Paulo via Bem Paraná)

Siga-nos nas redes sociais:



Quer receber novidades sobre a política e o que está acontecendo no Brasil e no mundo?
Clique aqui e cadastre-se: +55 42 9 9147-7863

ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores, os quais poderão responder judicialmente e não representam a opinião deste site. Se achar algo ofensivo, marque quem comentou e denuncie.

Leia também
X