A polêmica do banheiro 'multigênero' do McDonald´s em SP

A polêmica do banheiro 'multigênero' do McDonald´s em SP

Compartilhe nas redes sociais!

UOL mostra:

A treta foi criada e como tudo neste país está polarizado, a coisa descambou para questões políticas.


OPINIÃO*

Alguns defendem a ideia sob argumento de que são "banheiros individuais". São individuais, é?

Primeiro entra um homem ou alguém que não se diz "nem homem nem mulher" ou "nem humano" (vai saber né? Hj em dia uns querem ser mais diferentões que outros) e mija na tampa. Ou esfrega o bilau cheio de herpes na tampa ou faz coisa pior. Depois vai uma mulher, uma menina, uma criança ou mesmo outro "homem" na mesma privada e aí? Como fica? Isso é uma questão de saúde pública. Não?

A empresa quer lacrar? Tudo bem. Faça um setor de WC´s do tipo para agradar a lacrolândia e os alecrins dourados.
Mas que se se respeite os direitos da maioria, sobretudo, o direito individual e mantenham WC´s tradicionais.
Vale lembrar que vivemos numa 'democracia' onde o direito da maioria é soberano, muito embora todos aqui respeitem direitos e manias das minorias.

De fato, o direito da maioria se sobrepõe ao da minoria muito embora haja espaço para a convivência pacífica entre gêneros, ideologias, preferências sexuais, culturais, religiosas etc etc.

Por outro lado, o sagrado direito individual TAMBÉM contemplado na Constituição se sobrepõe, nesse aspecto, ao direito da minoria que quer se impor ante à maioria, distorcendo a lógica e o próprio direito querendo impor o 'direito da força' e ganhar no grito.

Se eu vou ao estabelecimento, respeito o direito e as manias da mimiminorias, e exijo que que meu direito individual, tradicionalista, que também é o direito da maioria, seja respeitado e quero um WC tradicional.
Resumindo: o direito da maioria e o direito individual não foram deletados da Constituição e das leis deste País. Ainda não.

Então, que se crie WC 'multi-gêneros', afinal, todos tem direitos, e todos devem ser respeitados. E é justamente por isso mesmo, que 'todos tem direitos e todos devem ser respeitados', que TAMBÉM se respeite a maioria e o direito individual e se mantenha os WC tradicionais.

Agora, caso ainda assim insistam em distorcer o direito e ganhar no grito, que seja impetrada uma Ação Judicial contra a empresa, considerando o Direito do Consumidor, o 'código de postura do município', sobretudo, considerando o 'iminente perigo à saúde pública', tendo em vista que a Pandemia oficialmente ainda não acabou, destacando principalmente a intenção de assegurar o direito individual e coletivo, sobretudo, a saúde pública (de todos).

E que a vigilância sanitária desse município seja devidamente investigada por liberar "tal novidade" sem pensar na saúde pública de todos. Simples assim.

Só pra lembrar: enquanto o povão come o pão que o diabo amassou com Boisonaro e os ladrões do Centrão depenando o que resta do Brasil, enquanto Boisonar passeia em Dubai e Lulaladrão passeia 'nas Europa', enquanto milhões de pessoas estão na miséria e muitos estão catando ossos e restos de lixo, enquanto milhões de trabalhadores pagam tudo mais caro a cada dia e não veem mais perspectivas de melhorias, as bolhas brigam por ideologias e politicopatas nas redes umbrais sociais.


(Homi da Sakola)*

 

Siga-nos nas redes sociais:


ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores, os quais poderão responder judicialmente e não representam a opinião deste site. Se achar algo ofensivo, marque quem comentou e denuncie.

Leia também
Junte-se a nós
X