'Tretado' com o MDB, Bolsonaro articula a troca de Bezerra por Marcos Rogério no Senado

'Tretado' com o MDB, Bolsonaro articula a troca de Bezerra por Marcos Rogério no Senado

Compartilhe nas redes sociais!

Depois de levar fora do Sarney que recebeu Lula, Bolsonaro se vê em mais uma treta e perda de apoio do MDB após o indiciamento do Bezerra pela Polícia Federal por conta de R$ 10 milhões em propinas que recebera quando ainda era ministro de Dilma.

Para abafar a história, de olho nas verbas remascentes do Bolsolão, Bezerra alega que visa lançar o filho candidato ao governo de Pernambuco em 2022. O filho Miguel, prefeito de Petrolina, é adepto de Lula.

Mas, os papos que rolam no submundo de Brasília é que Bezerra teria ficado fulo com Bolsonaro que lhe prometeu blindagem total nas investigações da PF.

Indiciado, Bezerra pulou fora, de volta pros braços de Lula e do PT, onde sempre esteve.

Isso tudo denota a perde apoio do MDB, aliado histórico do PT, e que tende apoiar Lula em 2022.

Detalhe: a pulada de barco do Bezerra, chamado de Novilho nas listas de propinas da Odebrecht, ocorre após Bolsonaro falar, por tabela, em ironia ao Barroso do STF/TSE, que tem 308 deputados e 53 senadores nas cuecas, literalmente.

No lugar do Bezerra na liderança do Senado, Bolsonaro tenta por o leitor de textos do Planalto, Marcos Rogério. VEJA MAIS AQUI SE QUISER.

Ainda, há fortes burburinhos no Congresso de que o Centrão está desenbarcando de Bolsonaro após as 500 mil mortes por COVID-19 no Brasil.

LEIA, TAMBÉM: Denúncias na PGR, Tribunal de Haia e quebras de sigilos complicam as coisas para Bolsonaro


(Texto de Emerson Rodrigues, editor geral do FCS Brasil, para os blogues livres e realistas no Brasil e no exterior. Email: [email protected])

 

 

 

 

 

Siga-nos nas redes sociais:



Quer receber novidades sobre a política e o que está acontecendo no Brasil e no mundo?
Clique aqui e cadastre-se: +55 42 9 9147-7863

ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores, os quais poderão responder judicialmente e não representam a opinião deste site. Se achar algo ofensivo, marque quem comentou e denuncie.

Leia também
X