No STF, Marco Aurélio diz que Moro é 'o herói nacional que está sendo tomado como bandido'

No STF, Marco Aurélio diz que Moro é 'o herói nacional que está sendo tomado como bandido'

Compartilhe nas redes sociais!

Vai vendo...

Justiça Federal condena Bocão por mentiras e calúnias contra Chefe do GAECO do Paraná

 


Marco também  chama Moraes de 'xerifão', Fux de 'autoritário'


 

O ANTAGONISTA: Marco Aurélio Mello ainda está chocado com Edson Fachin, que anulou as condenações de Lula por incompetência da 13ª Vara Federal para julgar o ex-presidiário.

Em entrevista à Época, ele disse que o plenário do Supremo deve rever a decisão monocrática do relator da Lava Jato

“A rigor, a prevalecer a decisão do ministro Fachin anulando tudo, perde o objeto. Declarar suspeição para quê, se já está anulado? O ministro Gilmar Mendes divergiu, a ministra Cármen Lúcia foi vencida e o ministro Nunes Marques pediu vista. No plenário, entretanto, imagino que se reveja a decisão do ministro Fachin.”

 

Mello acha um absurdo que Sergio Moro, considerado um herói nacional, seja transformado em bandido.

“O que me assusta é o que o herói nacional, o mocinho, está sendo tomado como bandido. O ex-juiz Sergio Moro. Isso não se coaduna com o Estado democrático de direito. Imagina-se que ele estivesse a um só tempo como Estado julgador, como juiz, e Estado acusador, como Ministério Público. Mantemos diálogos com o MP. Nos 42 anos, mantive diálogo com membros do Ministério Público e advogados de qualquer das partes. Isso é normal. O único erro que ele cometeu — e disse a ele quando ministro da Justiça — foi ter deixado um cargo efetivo, com direito à aposentadoria, para ser auxiliar de um presidente da República, virando as costas para uma cadeira que para mim é sagrada, que é a cadeira de juiz. E estou perplexo diante da decisão do ministro Edson Fachin de anular os processos-crime depois de os processos terem percorrido todas as instâncias.

Siga-nos nas redes sociais:


ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores, os quais poderão responder judicialmente e não representam a opinião deste site. Se achar algo ofensivo, marque quem comentou e denuncie.

Leia também
Junte-se a nós
X