Depois da 'bomba Cunha', Temer e Lula somem e fazem de conta que a bronca 'não é com eles'

Depois da 'bomba Cunha', Temer e Lula somem e fazem de conta  que a bronca 'não é com eles'

Compartilhe nas redes sociais!

Depois de Eduardo Cunha, bagrão ensaboado, que sabe muito convocar Lula, Temer e outros como suas  testemunhas de defesa, os dois deram uma sumida.

A atitude de ambos, em evitar falar de prima sobre a ação de Cunha, fazendo de conta que a 'bronca não é com eles', mostra que Temer e Lula estão atolados até o talo na lama do Petrolão.

E há um elemento chave aí: Cunha não disse nada ainda sobre o coroné Renan, que está com a corda no pescoço no STF, e que tem contando com a juda de Temer para se safar e ficar na presidência do Senado.

E mais: Odebrecht cara de pau, está abrindo a bocarra e o conteúdo das delações deve vir a público em breve.

Somando as bordoadas de Cunha com as deduradas do Odebrecht, dá para calcular que Moro está atrás de muito mais, e que  Lula e Temer são apenas parte do mega-problema que afunda o Brasil no momento.

No fundo, dá para até conjecturar que Moro e a Lava Jato buscam mesmo a Faxina Geral, a qual, derrubando a todos os meliantes, de todos os partidos, incluindo os propineiros do PSDB, além de PMDB e PT e todos demais partidos, vai dizimar o maledeto Foro de São Paulo.

De fato, é uma guerra.

E logo virão represálias contra a PF, MPF, Moro e Lava Jato, podem esperar.

O povo, assim como foi às ruas aos milhões pela PEC 37, deveria tomar as ruas ao milhões pela Lava Jato, com pautas paralelas como Fim do Foto Privilegiado e exigindo o multirão do STF sobre as centenas de ações e inquéritos contra quase 500 parlamentares, que estão paradas por lá.

Isso, seria histórico, forte, e mudaria o Brasil para sempre.

Então, povo nas  ruas já!

Ou a coisa desanda.

Lava Jato, PF, MPF e Moro, as últimas esperanças do povo brasileiro.

Siga-nos nas redes sociais:


ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores, os quais poderão responder judicialmente e não representam a opinião deste site. Se achar algo ofensivo, marque quem comentou e denuncie.

Leia também
Junte-se a nós
X