Casal de Lésbicas tortura e assassina criança no Rio Grande do Sul

Casal de Lésbicas tortura e assassina criança no Rio Grande do Sul

Compartilhe nas redes sociais!

O casal de lésbicas torturadoras e assassinas, Yasmin Vaz dos Santos Rodrigues (26 anos) e Bruna Nathieli Porto da Rosa (23 anos) autoras do crime hediondo contra o indefeso Miguel de apenas 7 anos, já foi preso em Imbé-RS.

As duas torturavam o menino dia e noite e ainda faziam vídeos e piadas entre elas no WhatsApp.

O Delegado do caso chegou a chorar quando descobriu o crime que acabou sendo desvelado em face da própria mãe procurar a delegacia com uma historinha de FDP dizendo que o filho estava sumido.

A psicopata da 'mãe', dopou a criança, colocou numa mala e a jogou no Rio Tramandaí, AINDA VIVO, possivelmente.

Contudo, há suspeitas das lésbicas assassinas terem feito coisa muito pior com o corpo da criança e de que estejam mentindo para a Polícia.

A Polícia já entrou no 10º dia de buscas pelo corpo de Miguel neste sábado 7/8/2021.

A defesa, claro, alega insanidade mental para a 'mãe'.

Se o Brasil tivesse pena de morte, as lébiscas assassinas já estariam à meio caminho do umbral ou do inferno.

A lésbica diabólica 'madrasta' do Miguel, contou como eram as torturas contra o menino.

A vacona assassina da 'madrasta', Bruna Porto (vide facebook), tentou se matar na cadeia e foi transferida para um hospital psiquiátrico.

 

 

 

Siga-nos nas redes sociais:


ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores, os quais poderão responder judicialmente e não representam a opinião deste site. Se achar algo ofensivo, marque quem comentou e denuncie.

Leia também
X