Comerciante é morto à tiros após se recusar a atender clientes sem máscara em Santa Catarina

Comerciante é morto à tiros após se recusar a atender clientes sem máscara em Santa Catarina

Compartilhe nas redes sociais!

Mais um absurdo na Pandemia no Brasil.


UOL - Um comerciante foi morto a tiros depois de se negar a atender três clientes que estavam sem máscara de proteção em um supermercado de Itapema, no litoral norte de Santa Catarina.

O crime aconteceu na noite de ontem, no bairro Alto São Bento, e causou a morte de Daniel Pereira Santos, de 24 anos. A ocorrência foi registrada pelo 12º Batalhão de Polícia Militar, que confirmou que o assassinato ocorreu após uma discussão a respeito das medidas sanitárias estaduais - que proíbe a entrada de pessoas sem máscara em espaços fechados com possibilidade multa de R$ 500 para quem descumprir o decreto. 

NTSC TOTAL  Conforme a PM, o suspeito chegou em um Fiat Uno acompanhado de outro homem. Testemunhas relataram aos agentes que durante o dia três homens que queriam comprar bebidas alcoólicas tentaram entrar no mercado sem máscara. 

O delegado Diogo Medeiros, que investigará o caso, complementa que Daniel, filho do dono do local, teria pedido para que os clientes usassem o item pois corria o risco de pagar multa, já que há obrigatoriedade em todo o Estado devido à pandemia do coronavírus. 

Eles também tentaram beber em frente ao mercado, mas a vítima reclamou da aglomeração. Durante as solicitações um dos homens teria arremessado uma lata em Daniel antes de deixar o lugar. Mais tarde, dois retornaram. Um deles atirou quatro vezes em direção a Daniel, sendo que ao menos um dos disparos o atingiu na região do pescoço. 

De acordo com a PM, apesar das buscas, ninguém foi localizado. O velório de Daniel ocorre a partir das 10h em um cemitério da cidade.

Siga-nos nas redes sociais:






Quer receber novidades sobre a política e o que está acontecendo no Brasil e no mundo?
Clique aqui e cadastre-se: +55 42 9 9147-7863
Leia também
X