Ditadores Cubanos ficaram 'podres de ricos' após Porto feito com dinheiro do Brasil

Ditadores Cubanos ficaram 'podres de ricos' após Porto feito com dinheiro do Brasil

Compartilhe nas redes sociais!

ATUALIZADO EM 17/7/2021

EMBARGO NÃO IMPEDIU CORRUPÇÃO INTERNACIONAL

REVEJA: Lava Jato mostrou que o dinheiro roubado da Petrobras também foi pra Cuba, Argentina e outros

REVEJA: Governo Dilma determinou sigilo de 30 anos sobre R$ 1 bilhão gastos em Porto Cubano

REVEJA: BNDES alimentou esquemas em Cuba na era PT. Bolsonaro muda discurso e agora diz que 'não tem caixa preta no BNDES'

REVEJA: Embargo só na teoria. EUA, Rússia, China e outros Países usam Porto em Cuba feito com dinheiro do povo brasileiro 

REVEJA: Bilhetinho condena Lula, Pimentel, Odebrecht, Irmãos Castro e as mutretas com o Porto em Cuba


REVEJA>>>>

É claro, público e notório que os irmãos Castro, Fidel e Raul, aliados do governo Dilma, cujos mesmo já são podres de ricos às custas da miséria de seu povo, agora estão triplamente mais podres de ricos, em face dos bilhões que são enviados a Cuba desde o primeiro mandato do governo Lula, sobretudo, com os bilhões desviados do BNDES para a construção do Porto Mariel, o qual ainda lhes garante 'renda extra' com o tráfico de drogas e armas.

REVEJA TAMBÉM: Fidel Castro e sua fortuna em ilhas fiscais, iates e mansões

Instituições internacionais de combate à corrupção, estimam que as fortunas dos irmãos ditadores Cubanos, assim como a do ditador Maduro da Venezuela e outros déspotas, são trilionárias, gigantescas.

A maior parte das riquezas ilegais destes sujeitos foram transformadas em 'propriedades móveis e imóveis' e as reservas em espécie (moeda nacional e em dólar) estão em abrigos subterrâneos defendidos pelos exércitos nacionais, além de uma parcela considerável de suas 'bufunfas' 'descansarem' em contas obscuras nos chamados Paraísos Fiscais'.

- PESQUISE MAIS SOBRE 'PARAÍSOS FICAIS' AQUI

Segundo as insituições internacionais, após a construção do Porto Mariel, os irmãos Castro se apossaram de inúmeros negócios que deveriam favorecer alguns países da América do Sul como Brasil, Argentina, Chile.

Com efeito, aos governos 'amigos', como é o caso do PT, é provável que os ditadores Cubanos lhes deem algum tipo de 'compensação/propina' para que sigam no comando das operações portuárias não apenas em Cuba mas em vários portos dos países 'amigos', com 'agentes infiltrados' disfarçados, com cargos que não teriam nada a a ver com a função, justamente para despistar qualquer eventual investigação.

A sujeira vai mais longe ainda, altos escalões de Polícias Nacionais, políticos (de vereadores, prefeitos a presidente da república) empresas que sempre vencem todas as licitações e outros 'capos', favorecem o esquema orquestrado pelo 'Foro de São Paulo' e que (pela força do dinheiro ilegal), praticamente, já consolidaram o golpe bolivariano em quase todos os países do Mercosul. A união oculta entre os capitalistas selvagens e os comunistas caviar objetiva apenas duas coisas: dinheiro e poder.

A MÁFIA DAS EMPREITEIRAS E O QUE A VELHA MÍDIA NÃO FALA: Negócios familiares, proximidade com governos, financiamento de campanhas e diversificação de atividades – da telefonia ao setor armamentício – compõem a história das gigantes Odebrecht, OAS, Camargo Corrêa e Andrade Gutierrez


Esquemas bilionários, Porto e ainda toneladas de feijão para Cuba, tudo pago pelos brasileiros

 

Siga-nos nas redes sociais:


ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores, os quais poderão responder judicialmente e não representam a opinião deste site. Se achar algo ofensivo, marque quem comentou e denuncie.

Leia também
X