Operações da PF ligam doleiros, governo, máfia italiana e tráfico internacional de drogas

Operações da PF ligam doleiros, governo, máfia italiana e tráfico internacional de drogas

Compartilhe nas redes sociais!

Uma grande maracutaia...Dinheiro público da Petrobras financiando tráfico e outras atividades criminosas.

Ou seja, CPI é mero disfarce diante desta obviedade.

O Ministério Público Federal do Paraná, através da Operação Lava-Jato, que tramita na 6ª Vara Federal, em Curitiba, emitiu denúncia ligando os doleiros Alberto Youssef e Maria de Fátima Stocker, com o financiamento do narcotráfico de cocaína do Brasil para a Europa, especialmente conectados a máfia italiana Ndrangheta.

Ouça uma troca de idéias sobre esse assunto - link

LEIA: STJ nega habeas corpus a ex-diretor da Petrobrás preso na Operação Lava-Jato

Veja documento emitido pelo MPF/PR aqui!

Maria de Fátima Stocker está presa na Penitenciária Madrid V – Soto Mayor, na Espanha, há cerca de 15 dias. A doleira foi presa pela Interpol, em uma operação na qual participaram representantes das polícias especiais da Espanha, Suíça, Inglaterra e Itália. Quem encaminhou à Interpol o pedido para a sua prisão foi a Polícia Federal de Santos, no litoral paulista. O alerta da polícia italiana gerou a Operação Monte Pollino, que se conectou com a Operação Lava-Jato.

A Polícia Federal, através da operação Lava-Jato, bateu de frente com um gigantesco esquema de desvio de recursos públicos no governo de Dilma Rousseff ligados à Petrobras, ao deputado federal André Vargas – então vice-presidente da Câmara dos Deputados -, investigado por corrupção na estatal, e ao doleiros Alberto Youssef.

O cruzamento dos dados coletados nas duas operações – Lava-Jato e Monte Pollino – que envolve Vargas, os doleiros Youssef e Stocker, mais a Petrobras, é a chave para se descobrir a origem do dinheiro que financia o tráfico internacional de duas toneladas mensais de cocaína pura – originárias do Peru e da Bolívia – promovido pela máfia italiana Ndranghetta, que utiliza os portos do Brasil como via para a Europa.

Maria de Fátima Stocker deverá ser defendida na Justiça Federal brasileira pelo advogado Eduardo Jobim, de Santa Maria. (Fonte: Rádio Vox e Vitor Vieira via Epoch Times).

Siga-nos nas redes sociais:


ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores, os quais poderão responder judicialmente e não representam a opinião deste site. Se achar algo ofensivo, marque quem comentou e denuncie.

Leia também
Junte-se a nós
X