Com tendência de recorde de abstenções, brancos e nulos, eleição de 2022 ficará entre bolhas e indecisos

Com tendência de recorde de abstenções, brancos e nulos, eleição de 2022 ficará entre bolhas e indecisos

Compartilhe nas redes sociais!

As bolhas são quase 50% do eleitorado.

E quase 30% do eleitorado se resume a abstenções, brancos e nulos, segundo dados das últimas eleições presidenciais e municipais.

Ou seja, a eleição de 2022 se decidirá pela 'capacidade' das bolhas de somar, angariar votos ou atrapalhar seus candidatos.

E, lamentavelmente, devido a polarização reinante, não se espera propostas realizáveis, mas sim mais um monte de mentiras e enganações, tretas, polêmicas, discursos vazios e narrativas ideológicas.

A recente bizarra mudança na lei eleitoral, quase que inutilizando o TSE, permitindo que as campanhas sejam um festival de compra de votos, sem quaisquer fiscalização na prática, visa diminuir a abstenção, os nulos e brancos.

Pelas sondagens que temos feito, após a filiação de Moro, podemos seguramente inferir, hoje, que a tendência ainda é de ter recorde de abstenções, pessoas que não votarão em ninguém, brancos e nulos.

Com isso, podemos dizer, hoje, que a tendência é da disputa eleitoral ficar entre as bolhas, adeptos das bolhas e entre os indecisos.

Também se verifica mantida, ainda, a tendência pela reeleição de Bolsonaro, ainda que com as calças nas mãos, num segundo turno contra Lula ladrão.

As pesquisas, sabidamente compradas, só mostram a velha forçação de barra de sempre como estratégia.

O fato é que a encheção de saco das ditas minorias, dos alecrins dourados, a forçação de barra dos artistas esquerdistas, Globo e tudo mais, com suas narrativas enojantes e a evidente sede de vingança de Lula, podem dar, a reeleição a Boisonaro Marmita dos Ladrões do Centrão.

Na real, o povão que  ainda vota tem mais nojo de Lulaladrão do que de Boisonaro.

Moro não decolou entre o povão e ainda está apenas com a bolha menor de fanáticos nas redes sociais, muitos Ex-boisonaristas revoltados com Boisonaro. Muitos moristas pregam que são 'conscientes', mas no fundo, são tão ou mais fanáticos que os Boisonaristas e os Lulopetralhas.

Ciro Gomes tem um bolha menor ainda e não chega nem aos pés de Moro, mesm já estando há meses descendo a lenha em Boisonaro e Lulaladrão. Ciro é o eteno candidato sem chance, tipo Marina Silva.

As chances de Dória são as mesmas de Leite, ou seja, pouquíssimas, quase zero.

A tendência, sobre 1º turno, hoje, resumidamente é:

1º Boisonaro e sua bolha de gados e adeptos e contrários ao PT

2º Lulaladrão e sua bolha de burros e adeptos e contrários a Boisonaro

3º Moro com sua bolha de Ex-boisonaristas, lavajatistas, e poucos conscientes.

4º Ciro e sua mini bolha de pedetistas raiz brizolistas e Ex-petistas, Ex-lulistas.

5º (bem lá em baixo), Dória ou Leite do PSDB com suas mini-mini bolhas quase invisíveis.

6º todo o resto de idiotas que só se candidatam para pegar grana do fundão, se aparecer e dar uma de malandro.

A realidade é essa.

Moro, se quiser ir para um 2º turno terá de suar a camisa e terá que ter grana, estrutura para bater de frente com Boisonaro e Lula ladrão.

Não é mais 2018 quando muitos foram no oba-oba da Lava Jato  da onda Anti-PT.

Portanto, anotem aí, devido ao nojo que a maioria do povão que vota ainda ter de Lula ladrão, Gleisi Amante, Dilmanta e outros pilantras vermelhos, sobretudo, nojo aos papinhos moles das minorias militantes que tentam impor suas ditaduras ideológicas e suas narrativas malandras, o povão, repito, tende a dar a reeleição a Boisonaro num segundo turno contra Lula ladrão.


Segundo dados do próprio TSE, o total de eleitores é de 147.918.483, de uma população de 212 milhões de pessoas.

Ainda segundo dados do TSE, em 2020 [...] o percentual real de não voto (abstenções + votos brancos + votos nulos) foi de 30,54%. Sendo:

- 23,14% abstenção (NEM COMPARECERAM NAS URNAS)

-  2,64% foram até as urnas e votaram em branco

 - 4,76% foram até as urnas e votarem nulo

Total de 30,54% de 147.918.483 = 44,8 milhões, aproximadamente)

(Com Poder 360)


PARA SE TER UMA IDEIA, O NÚMERO DE ELEITORES QUE ELEGERAM BOLSONARO EM 2018 FOI DE 57.797.847 E HADDAD TEVE 47.040.906 DE VOTOS.

Em 2018 foram:

 - 31.371.704 (21,30%) abstenções

- 8.608.105 (7,43%) nulos

- 2.486.593 (2,14%)

De um total de 104.838.753 (90,43%) dos votos válidos.

(Com G1)


ANTI-TRANSPARÊNCIA

O TSE é tão antitransparente que nem esses dados disponibiliza de maneira fácil e acessível para o povão. Para encontrar tais dados tem que fuçar pelos sites da velha mídia.

E olha que o povo paga horrores por transparência e tem o que em troca? Anti-transparência. Um crime, uma vergonha!


(Post de Emerson Rodrigues, editor do FCS Brasil. Desde 2004 na estrada, escrevendo críticas, análises, ironias e sátrias sobre política, Brasil e Mundo, entre outras coisas. E-mail: [email protected]).


LEIA TAMBÉM:

Siga-nos nas redes sociais:


ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores, os quais poderão responder judicialmente e não representam a opinião deste site. Se achar algo ofensivo, marque quem comentou e denuncie.

Leia também
Junte-se a nós
X