Denúncias na PGR, Tribunal de Haia e quebras de sigilos complicam as coisas para Bolsonaro

Denúncias na PGR, Tribunal de Haia e quebras de sigilos complicam as coisas para Bolsonaro

Compartilhe nas redes sociais!

Lobby para cloroquina, Tráfico de Influência, suspeita de pedidos de propinas na negociação de vacinas, denúncia de genocídio, declaração de quem tem 308 deputados e 53 senadores, quebra de sigilos, complicam as coisas pro mandrião.

Renan Calheiros diz que Bolsonaro foi pego em flagrante fazendo Lobby pra vender Cloroquina

 


O esclarecedor depoimento dos Cientistas de Verdade de Natália Pasternak e Cláudio Maierovitch, somados à quebras de sigilo de peças chaves do desgoverno cloroquina, complicam as coisas e já começam 'burburinhos' no Centrão sobre o Impeachment de Bolsonaro.

A maioria do Centrão é contra o Impeachment de Bolsonaro no momento, mas uma declaração de Bolsonaro na Live de 10/6/2021 dizendo que tem 308 deputados e 53 senadores piorou a coisa pro lado do mandrião, já que muitos temem que seus nomes comecem à ser revelados nas votações Pró-governo, Pró-Bolsonaro.

O Senador Rogério Carvalho (PT), membro da CPI,  denunciou Bolsonaro na PGR por tráfico de influência.

Aras tem olho na vaga do STF e tem cometido diversas prevaricações.

Mas, pressionado por Alexandre de Moraes do STF, sobretudo, vendo a mudança no cenário político com Lula à frente nas pesquisas e com Dória e Moro ensaiando uma chapa, sobretudo ainda, com Bolsonaro não conseguindo sair da bolha entre 30 a 36%, Aras começa a se mexer, ainda que lentamente.

Por outro lado, a declaração de Otto Alencar em nome da CPI dizendo que a CPI vai denunciar Bolsonaro no Tribunal de Haia, a pressão internacional aumenta sobre  Brasil, a economia já de joelhos é impactada e setores produtivos, sobretudo, o agro, ainda que com muito apoiadores de Bolsonaro beneficiados por bilhões em crédito do BB, já começam a tirar o time de campo, e, resumindo, as coisas começam a murchar pra Bolsonaro nesse pólo também.

Detalhe nisso tudo, Lira e Pacheco estão também sob forte pressão de empresários e até de apoiadores em seus Estados.

Sintetizando, ainda que fraco, um vento frio começa a soprar e a gelar a espinha do mandrião e suas hienas genocidas.


VEJA, TAMBÉM:

Lobão diz que Lula e Bolsonaro 'são dois canalhas'

 

Lira é tipo o corno que não acredita no chifre


(Texto de Emerson Rodrigues, editor geral do FCS Brasil, para os blogues livres e realistas no Brasil e no exterior. Email: [email protected])

 

Siga-nos nas redes sociais:



Quer receber novidades sobre a política e o que está acontecendo no Brasil e no mundo?
Clique aqui e cadastre-se: +55 42 9 9147-7863

ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores, os quais poderão responder judicialmente e não representam a opinião deste site. Se achar algo ofensivo, marque quem comentou e denuncie.

Leia também
X