PF diz que empresário bolsonarista subiu aluguel de imóvel da Petrobras de R$ 30 para R$ 150 mil

PF diz que empresário bolsonarista subiu aluguel de imóvel da Petrobras de R$ 30 para R$ 150 mil

Compartilhe nas redes sociais!

SIGA O RASTRO DO DINHEIRO>>>

Empresário é um dos que financia a quadrilha de fake news e blogs do bolsonarismo.


O ANTAGONISTA: O empresário bolsonarista Otávio Fakhoury desistiu de uma ação de despejo contra a Petrobras e assinou um acordo para quintuplicar o valor do aluguel cobrado da estatal pelo uso de um posto de combustíveis em São Paulo depois da posse de Jair Bolsonaro, informa a Crusoé.

A transação foi relatada pela Polícia Federal no inquérito dos atos antidemocráticos, cujo sigilo foi derrubado hoje por Alexandre de Moraes. Fakhoury é investigado por suposto financiamento dos atos que pediam o fechamento do STF e do Congresso no ano passado.

 

O acordo celebrado entre a Epof Empreendimentos e Participações Imobiliárias, empresa de Fakhoury, e a Petrobras Distribuidora definiu o reajuste do aluguel pelo terreno onde funcionava o posto de R$ 30 mil para R$ 150 mil reais, com validade a partir de janeiro de 2019, início do mandato de Jair Bolsonaro.

Com o acerto, o empresário desistiria de uma liminar que havia obtido em 2017 na Justiça paulista determinando o despejo da estatal da área por atraso nos pagamentos.

O advogado João Vinícius Manssur, que defende Fakhoury, afirmou que o acordo feito pela empresa Epof com a Petrobras não tem nenhuma relação com o governo Bolsonaro nem com os atos antidemocráticos investigados pela PF.

Segundo ele, o contrato de locação com a Petrobras estava em vigor desde 1990 e a ação de despejo da estatal foi ajuizada em agosto de 2017, mas a sentença só foi proferida em setembro de 2020.

Leia a reportagem completa na Crusoé.


VEJA, TAMBÉM:

BNDES liberou R$ 153 milhões a amigo de Bolsonaro, produtor de Cloroquina

Siga-nos nas redes sociais:



Quer receber novidades sobre a política e o que está acontecendo no Brasil e no mundo?
Clique aqui e cadastre-se: +55 42 9 9147-7863

ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores, os quais poderão responder judicialmente e não representam a opinião deste site. Se achar algo ofensivo, marque quem comentou e denuncie.

Leia também
X