Bolsonaro manda? Exército impõe sigilo de 100 anos no caso Pazuello

Bolsonaro manda? Exército impõe sigilo de 100 anos no caso Pazuello

Compartilhe nas redes sociais!

O Exército das picanhas, das churrascadas e dos bonecos do Rambo resolveu por sigilo de 100 anos sobre o 'caso Pazuello', ou 'caso da vergonha do Exército'.

Fossas Armadas: 1.700 toneladas de picanha e mignon, cervejadas, 6 mil cargos de comissão, negação de leitos a civis e bajulação a um psicopata

Diz O Antagonista:

O Exército impôs sigilo de 100 anos ao processo administrativo, já arquivado, sobre a participação do general Eduardo Pazuello em ato político ao lado do presidente Jair Bolsonaro no final de maio no Rio de Janeiro.

A Força negou um pedido para obter o documento feito por O Globo por meio da Lei de Acesso à Informação.

Em vários casos semelhantes, a CGU determinou a entrega dos documentos considerando que os procedimentos administrativos só devem ficar sob segredo enquanto a apuração está em curso.

O Exército esclareceu que “a documentação solicitada é de acesso restrito aos agentes públicos legalmente autorizados e à pessoa a que ela se referir”.

Siga-nos nas redes sociais:



Quer receber novidades sobre a política e o que está acontecendo no Brasil e no mundo?
Clique aqui e cadastre-se: +55 42 9 9147-7863

ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores, os quais poderão responder judicialmente e não representam a opinião deste site. Se achar algo ofensivo, marque quem comentou e denuncie.

Leia também
X