A corrupção sistêmica continua com outros atores, outra roupagem e outras narrativas

A corrupção sistêmica continua com outros atores, outra roupagem e outras narrativas

Compartilhe nas redes sociais!

A corrupção sistêmica continua.

O sistema desgraçado, hipócrita, assassino, genocida, vagabundo, ladrão, mandrião, miliciano, criminoso, continua.

O que possibilitou esse retrocesso que vemos no combate à corrupção sistêmica no Brasil?

O acordão de Bolsonaro com os criminosos nos 3 podres poderes, o fanatismo e a idolatria política, a ignorância, o desprezo pela vida (por que corrupção mata), as trevas que se abateram sobre o Brasil.

Mas, tudo passa.

NÃO HÁ MAL ETERNO, NEM VERDADES ABSOLUTAS.

Fatos, verdade realativa de ponta, é tudo o que resta no final..

De que lado da história você vai querer estar?

Do lado racional, lógico, simples, direto, verdadeiro?

Ou do lado da ignorância, do desprezo pela vida, da corrupção sistêmica, do preconceito, do radicalismo, do extremismo, do genocídio?


REVEJA:>

Acordão entre Bolsonaro e os ladrões da República detonou a Lava Jato, prisão em 2ª instância, blindou a caterva e garantiu todas as mamatas nos 3 podres poderes


Lava Jato revelou que a roubalheira no Brasil movimentou R$ 8 trilhões


Moro ressurge e diz: 'A agenda anticorrupção e antilavagem de dinheiro precisa ser retomada'


Barroso diz que os corruptos querem vingança


Ministros apadrinhados por corruptos declaram Juiz que julgou corruptos parcial e suspeito


O FACEBOOK É CÚMPLICE DO GENOCÍDIO NO BRASIL


Bolsonaro pede a ajuda de Sarney e oferece mais cargos e grana ao MDB


Lira passa boiada e age pra mudar regras da eleições de 2022, incluindo doações de empresas


Um General toma vacina escondido, outro foge de CPI. Que Exército é esse?


Em Goiás, bolsonaristas usam fantasias da Ku Klux Kan e defendem torturadores


Generais dizem que Bolsonaro virou um 'estorvo'

 

Siga-nos nas redes sociais:


ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores, os quais poderão responder judicialmente e não representam a opinião deste site. Se achar algo ofensivo, marque quem comentou e denuncie.

Leia também
Junte-se a nós
X