Pessoas passam 7 de 10 minutos em aplicativos, principalmente no TikTok

Pessoas passam 7 de 10 minutos em aplicativos, principalmente no TikTok

Compartilhe nas redes sociais!

Leia também: AS REDES UMBRAIS SOCIAIS


Fala-se em 4,8 horas por dia no celular. Mas, todos sabem que é muito mais que isso e o próprio estudo diz que as pessoas gastam 7 de 10 minutos em aplicativos, TikTok lidera a quantidade de internautas conectados.

[...] As pessoas estão gastando uma média de 4,8 horas por dia em seus telefones celulares, de acordo com a empresa de monitoramento de aplicativos App Annie.

Em 2020, o regulador britânico Ofcom encontrou quantidades semelhantes de tempo gasto, embora sua pesquisa tenha incluído assistir TV.

O relatório da App Annie indica que os aplicativos foram baixados 230 bilhões de vezes em 2021, enquanto US$ 170 bilhões foram gastos.

O TikTok foi o aplicativo mais baixado em todo o mundo, com usuários passando 90% mais tempo lá em comparação com 2020.

"A tela grande está morrendo lentamente à medida que o celular continua quebrando recordes em praticamente todas as categorias - tempo gasto, downloads e receita", disse o executivo-chefe da App Annie, Theodore Krantz.

A empresa de monitoramento previu que, até o segundo semestre deste ano, o TikTok ultrapassaria 1,5 bilhão de usuários ativos mensais.

O tempo médio gasto em aplicativos móveis foi de quatro horas e 48 minutos, um aumento de 30% em relação a 2019, indicou o relatório State of Mobile da App Annie.

Isso foi calculado em dez mercados, incluindo Índia, Turquia, EUA, Japão, México, Cingapura e Canadá.

Os usuários no Brasil, Indonésia e Coreia do Sul ultrapassaram cinco horas por dia.

Desse tempo, sete em cada 10 minutos foram gastos em aplicativos sociais, de foto e vídeo, com o TikTok liderando o caminho, sugeriu o relatório.
Gastos com anúncios fortes

O ecossistema móvel em geral permanece muito saudável - com dois milhões de novos aplicativos e jogos lançados em 2021 e o número de aplicativos ganhando mais de US$ 100 milhões em 20%, de acordo com o relatório.

O YouTube foi o aplicativo de streaming de vídeo mais popular em todo o mundo, registrando mais de um milhão de downloads em 60 países diferentes. A Netflix ficou em segundo lugar em muitas regiões.

Os jogos para celular também cresceram - com as pessoas gastando US$ 116 bilhões com eles. Particularmente populares foram o que o relatório chamou de jogos hipercasuais, como Hair Challenge, no qual os jogadores precisam evitar cortar o cabelo, e Bridge Race, no qual os jogadores coletam tijolos e constroem escadas.

Alguns usuários reclamaram do número de anúncios nesses jogos, mas a publicidade de aplicativos geralmente está indo muito bem, com gastos globais chegando a US$ 295 bilhões no ano passado.

Isso sugere que as preocupações de que a repressão à privacidade da Apple prejudicaria a publicidade móvel estão se mostrando infundadas.

Em sua atualização do iOS 14.5 no ano passado, os usuários do iPhone tiveram a opção de dizer 'não' para que seus dados fossem coletados por aplicativos.

Algumas das tendências identificadas na pesquisa refletiram mudanças mais amplas, especialmente em como a pandemia alterou a maneira como as pessoas vivem.

Por exemplo, as pessoas estavam gastando muito tempo em aplicativos de compras - mais de 100 bilhões de horas em todo o mundo, com Cingapura, Indonésia e Brasil crescendo mais rapidamente.

Também houve um grande crescimento de aplicativos de comida e bebida – como UberEats e Grubhub.

O número de sessões nesses aplicativos cresceu para 194 bilhões em 2021, segundo a pesquisa - um aumento de 50% em relação ao ano anterior.

Os aplicativos de saúde e fitness também tiveram crescimento, pois a pandemia significava que as pessoas nem sempre podiam frequentar academias ou realizar aulas de ginástica em grupo.

E refletindo maior ênfase no bem-estar mental, aplicativos de meditação como Headspace e Calm se mostraram populares - especialmente entre os jovens, com os cinco principais mais baixados tendo um crescimento de 27% em 2021.

Os gastos com aplicativos de namoro ultrapassaram US$ 4 bilhões, um aumento de 95% desde 2018.

E países com aplicativos para ajudar a lidar com a crise do Covid-19, sejam passaportes de vacinas ou apenas rastreamento de informações, tiveram uma grande aceitação.

O aplicativo NHS do Reino Unido - que agia como um registro de vacinas - foi baixado por 71% da população totalmente vacinada, enquanto o aplicativo MySejahtera da Malásia viu 80% desse mesmo grupo demográfico adicionando-o a seus telefones. [...]  (As infos são da CNN)


 

LEIA TAMBÉM:


(Post de Emerson Rodrigues, editor geral do FCSBR, escritor e compositor. Há 18 anos na estrada escrevendo de maneira Livre e Realista sobre política, Brasil, Mundo, Extrafísica, Filosofia Realista e outras coisas. Tem 7 livros publicados de maneira independente: Teoria da Humanidade Zero, Redes Umbrais Sociais, Consciencialismo Realista, Um Diabo que Virou Mulher, Como políticos politicopatas e ricos corruptopatas roubam impunemente? Raul Seixas & A Filosofia, a arte de ser um maluco beleza e outros textos, estudos, pesquisas e análises).

(Vide Livros em: Clube dos Autores e também no Blog: Realismologia).

Parcerias, negócios, divulgações, publicidade em Banners e Publieditoriais no FCSBR, mandar Email para: grupokzcontato@yahoo.com.br)  - - - (Colaborações e doações ao FCSBR, via Pix: fcsbrz@gmail.com).

Siga-nos nas redes sociais:


ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores, os quais poderão responder judicialmente e não representam a opinião deste site. Se achar algo ofensivo, marque quem comentou e denuncie.

Leia também
Junte-se a nós
X