FCS Brasil
Notícias [+] Lidas
24/03/2020   

Coronavírus reaparece em pacientes que tiveram alta ou deram 1º teste negativo. Muitos morreram dias depois

 Daí o temor dos próprios chineses de uma nova onda de Covid-19.  A razão do temor é simples: o vírus é o capeta puro, resistente pra caraio e volui rápido.

A China anunciou controle da infecção local, mas ainda trabalha para evitar infecções causadas por agentes externos, ou seja, pessoas chegando do exterior.

Por isso, mesmo sob controle da infcção local, as restrições ainda seguem rígidas e a reabertura será restrita a apenas cidadãos chineses ditos saudáveis.

O problema é: quem vai ter certeza de que um cidadão é 100% saudável?

Daí o temor dos próprios chineses de uma nova onda de Covid-19.

A razão do temor é simples:

AINDA EM FEVEREIRO DE 2020, REGISTROU-SE - VIA EXAME:

Xangai/Londres – Um número crescente de pacientes com coronavírus na China e em outros lugares está apresentando resultados positivos após a recuperação, às vezes semanas depois de receberem alta do hospital, o que poderia dificultar a erradicação da epidemia.

Na quarta-feira, o governo da província japonesa de Osaka disse que uma mulher que trabalha como guia de ônibus de turismo havia testado positivo para o coronavírus pela segunda vez. O fato ocorreu após relatos na China de que pacientes que receberam alta em todo o país estavam testando positivo após deixarem o hospital.

Um representante da Comissão Nacional de Saúde da China afirmou nesta sexta-feira que esses pacientes não foram considerados infecciosos.

Especialistas dizem que há várias maneiras pelas quais os pacientes que recebem alta podem adoecer novamente com o vírus.

Os pacientes convalescentes podem não acumular anticorpos suficientes para desenvolver imunidade ao SARS-CoV-2 também chamado de COVID-19 e estão sendo infectados novamente. O vírus também pode ser 'bifásico', o que significa que permanece adormecido antes de provocar novos sintomas.

Mas alguns dos primeiros casos de “reinfecção” na China foram atribuídos a discrepâncias nos exames.

Em 21 de fevereiro, um paciente que recebeu alta na cidade de Chengdu, no sudoeste da China, foi readmitido 10 dias após a alta quando um teste de acompanhamento deu positivo.


 





ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores, os quais poderão responder judicialmente e não representam a opinião deste site. Se achar algo ofensivo, marque quem comentou e denuncie.



AIDS TEM CURA

GRIPE ESPANHOLA

Sugeridos

© Todos os direitos reservados

X