FCS Brasil
Notícias [+] Lidas
09/12/2019   

Em acordo com Maia, governo apoia imposto sindical com outro nome: 'taxa de liberdade sindical obrigatória'

ANTES, VEJA ESSA>>>

Em vídeo, Bolsonaro diz: 'pessoal tava criticando a possível taxação do Sol'


AGORA, LEIA A NOTÍCIA>>>

ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO 22:00 -  Bolsonaro diz que 'existe na Câmara a PEC-136 com o objetivo de recriar o imposto sindical'

O tal do Rogério Marinho, Secretário especial da Previdência Social que é do PSDB, disse no Twitter que a notícia do O Antagonista é fake news, mas, porém, o fato é que existe um acordão em andamento com Rodrigo Maia, até um grupo de trabalho para elaborar a PEC que deve ser apresentada ao Congresso em breve.

ANTAGONISTA DIZ QUE NÃO É FAKE NEWS: Fake news, uma ova, Marinho

É bem a tática do desgoverno Bolsonaro, mentir, enrolar e depois dizendo dizer que 'foi distorcido', 'que é fake news', 'que parece a mesma coisa mas é outra'.

Aham.

O ANTAGONISTA DISSE NOVAMENTE>>>

O Antagonista apurou que o novo imposto sindical — Rogério Marinho jura ser contra — está sendo chamado de “taxa de liberdade sindical obrigatória” no Grupo de Altos Estudos do Trabalho (GAET), criado por Rogério Marinho.

Até o nome é um acinte.

Mais: a Febraban pressiona pela volta do imposto, em parceria com os sindicatos.

Se Rogério Marinho é mesmo contra, que demonstre isso e não deixe o absurdo ir adiante.


 

Na calada da madrugada: Maia manobra com Centrão pra recriar o imposto sindical obrigatório

 


Bolsonaro manda Batoré AlCUlumbre pra representar o Brasil como 'otoridade máxima' na Espanha





ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores, os quais poderão responder judicialmente e não representam a opinião deste site. Se achar algo ofensivo, marque quem comentou e denuncie.



SANTOS CRUZ X JAIR

LAVA TOGA EM 1999

Sugeridos

© Todos os direitos reservados

X