FCS Brasil
O ESCRACHO
21/02/2021   

Em Pingamandápio, Zé do Bar pode ser preso por 'Inquérito de Ofício' por criticar e proferir 'impropérios' contra os magnânimos deuses do STF

Essa é a realidade do Brasil.

Não pode mais 'adjetivar', xingar, dizer palavrões nas redes sociais por que senão os googles, facebook, twitter, WhatsApp e outros te bloqueiam ou os santos magnânimos do STF te prendem.

LEIA COM ATENÇÃO E ANALISE SÓ.

 

ENCRUZILHADA, AUTOGOLPE, INTERVENÇÃO, CAOS SOCIAL-POLÍTICO-JURÍDICO.

Criticou duramente as decisões suspeitas dos deuses do Olimpo do STF, HC´s pela soltura de ladrões, blindagem a ladrões políticos e criminosos de alta periculosidade?  Pode ir em cana.

Agora, imagina isso em qualquer comarca de fim de mundo?

Leia a matéria abaixo, pense, reflita e tire suas próprias conclusões.

Com o INQUÉRITO DE OFÍCIO, TAMBÉM CHAMADO DE 'INQUÉRITO DAS FAKES NEWS', o STF está bancando, ilegalmente, inconstitucionalmente, criminosamente, ao mesmo tempo, a vítima,  o investigador, a polícia, o MP, o acusador, o Juiz e o Executor da Pena.

Tudo isso em sigilo, sem direito algum à ampla defesa, numa medonha caça às bruxas, que agora desce em efeito cascata do STF e que logo pode chegar até o juiz de Tangamandápio que poderá por na cadeia o Zé do Bar por criticar o Juiz ou membros do judiciário ou politiqueiros amigos dos togados absolutistas, sob a pífia alegação de investigar fake news ou uma inventada acusação de ameaça ou atentado à democracia.

JURISTAS E MINISTRO DO STF CONTRA O INQUÉRITO

O renomado jurista, Miguel Reale Jr, um dos autores do Impeachment de Dilma Rousseff, já disse que oINQUÉRITO DE OFÍCIO, também chamado de Inquérito das Fake News do STF, imposto ilegalmente por Dias Toffoli, executado por Alexandre de Moraes e aprovado por 10 a 1 no plenário do STF, é uma 'orgia de desatinos' e distorce totalmente o Artigo 43 do regimento interno do STF.

 Em entrevista a José Nêumanne, o jurista Miguel Reale Jr. definiu assim o inquérito ilegal aberto por Dias Todfoli e conduzido por Alexandre de Moraes:

“Há uma orgia de desatinos, que vieram num crescendo, para surpresa, principalmente, dos próprios outros ministros do Supremo Tribunal. A instauração do inquérito já constituía uma anomalia, pois o artigo 43 do Regimento Interno do Supremo autoriza o presidente da Casa a instaurar inquérito para apurar crime ocorrido nas suas dependências ou designar um ministro para o fazer. O que não era, evidentemente, o caso. Além do mais, poderia, se fosse a hipótese, haver a instauração, mas não a condução da própria investigação, que cumpre ser realizada pelo Ministério Público e pela Polícia Federal, em respeito ao princípio simples de que aquele que julga não pode ser quem investiga, especialmente se quem julga se coloca como pretensa vítima. 

Mas a determinação de a investigação ser conduzida pelo ministro Alexandre de Moraes, sem exame do plenário, já indicava uma forma de fazer persecução penal sem um mínimo de elementos concretos, seja quanto ao fato em si a ser investigado, seja quanto à autoria. Era e foi uma fishing expedition, ou seja, sair a esmo a investigar, sem dados palpáveis verossímeis de realidade, meras cogitações kafkianas, e sem indicação de autoria, buscando alcançar alguma prova acerca de qualquer hipótese possível de um possível crime. (VIA O ANTAGONISTA)

Já o também renomado e respeitado Jurista, Carvalhosa, autor de pedidos de Impeachment contra Ministros do STF  e do PGR Aras, disse com todas as letras que ´Toffoli e Moraes 'praticam terrorismo contra a população' com buscas ilegais e atos jurídicos totalmente nulos.

Já disse Carvalhosa:

“Toffoli e Moraes cometem vários crimes do código penal. O primeiro deles é o constrangimento ilegal. No exercício de sua função pública, eles estão cometendo violência, invadindo domicílios sob o pretexto de apreender documentos, fazendo censura, aplicando multas contra a imprensa, sobretudo eles estão praticando um terrorismo contra a população brasileira”, afirmou Carvalhosa em entrevista ao Morning Show em 17/4/2019. 

VEJA A ENTREVISTA DO JURISTA NA JP:


JUÍZO DE EXCEÇÃO

O ministro Marco Aurélio foi o único a votar pela ilegalidade do inquérito QUANDO DA APROVAÇÃO POR 10 A 1 NO PLENÁRIO DO STF.

Para o ministro, a prerrogativa para a instauração de investigação no STF é da Procuradoria-Geral da República (PGR).

Segundo Marco Aurélio, para garantir a imparcialidade, a Constituição garante que o mesmo órgão que acusa não pode julgar o caso.

“Não pode a vítima instaurar inquérito. Um vez sendo formalizado o requerimento de instauração de inquérito, cumpre observar o sistema democrático da distribuição, sob pena de passarmos a ter um juízo de exceção, em contrariedade ao previsto no principal rol das garantias constitucionais da Carta de 1988”. afirmou. 

ABUSO DE AUTORIDADE

De fato, há flagrante ABUSO DE AUTORIDADE no Inquérito das Fake News, ou, melhor, no instrumento inconstitucional de EXCEÇÃO chamado INQUÉRITO DE OFÍCIO, sem falar da gritante distorção da Constituição.

PIOR, após o "INQUÉRITO DE OFÍCIO ABERTO PELO PRESIDENTE DO STJ CONTRA A LAVA JATO" fica claro que tais distorções levam o Brasil para uma baderna jurídica total, sobretudo, a uma ruptura institucional e a autogolpe, ou do STF ou da Presidência da República. À menos que todos, politicopatas e togados, resolvam ficar em banho maria no acordão, com vidas de reis quelevam, detonando apenas o povo ou quem os critica.

EFEITO CASCATA

Contudo, sobre o INQUÉRITO DE OFÍCIO DO STF, imagina só: em efeito cascata descendo do STF-STJ-TRF-TJ o absolutismo da toga chega a um Juiz de Comarca lá em Tangamandápio que não vai com a cara do Zé do Bar e esse juiz resolve abrir 'inquérito de ofício' contra o Zé sob a alegação de 'investigar fake news?

RUPTURA

O QUE TEMOS AQUI, com o dito Inquérito das Fake News, Inquérito de Ofício, que já desce em cascata do STF até Tangamandápio, é a ruptura institucional em andamento e isso pode sim forçar revoltas incomensuráveis em meio ao caos social, político-jurídico e, por fim, um autogolpe

NÃO CONFUDA ALHOS COM BUGALHOS

Ninguém aqui defende AI-5, surra em ministro, doideiras de fanáticos por políticos, boi incendiário, golpe, autogolpe ou o que o valha. 

O que fazemos aqui é uma reflexão realista sobre os fatos que nos mostram  que o INQUÉRITO DE OFÍCIO DO STF já desceu pro pro STJ contra a Lava Jato e do jeito que a coisa vai, logo podemos ter sim qualquer juiz por aí, até mesmo em comarca´lá de Tangamandápio, abrindo inquérito de ofício sob a pífia alegação de investigar fake news contra o Zé do Bar por não vai com a cara dele ou por que o Zé andou descendo a lenha em políticos parceiros de jogo de baralho com o Juiz.

Essa é a questão principal.

E pra quem acha que 'não dá nada', que 'isso jamais vai acontecer', que '´s ó contra os bolsonaristas', está muito enganado.  Muito disso, DO ABUSO DE AUTORIDADE, que vemos agora no STF e no STJ, já acontecia e ainda acontece pelas cidades do interior do Brasil, só que agora, pela mão de Ministros do STF e STJ que tem rabo preso com politicopatas, que procuram varrer crimes para debaixo do tapete, tem a ferramente perfeita para a ditadura da toga, o absolutismo togado, o abuso de poder e de autoridade escancarado. 

Isso tudo, em acontecendo, gerará mais revoltas, mais radicalismo e mais caos em plena Pandemia, que vai demorar acabar no Brasil, e pode sim forçar um autogolpe ou uma Intervenção Militar sob o Artigo 142 da Constituição, por parte do Presidente da República, ou Estado de Sítio previsto no Artigo 138 da Constituição, para gradativamente, se chegar ao autogolpe ou a Intervenção Total com fechamento de Congresso e STF.  

QUEM VIVER, VERÁ.

QUEM AVISA, AMIGO É. 
 


(Post de Emerson Rodrigues, blogueiro, editor geral do FCSBR, aos blogues da mídia livre no Brasil e no Exterior [email protected]) 

 



COMENTE ESTE E OUTROS POSTS NA FAN PAGE OFICIAL NO FACEBOOK: www.facebook.com/fanpageoficialfolhacentrosul








O que rola aqui é escracho gold, zueira da pesada, uma miscelânea de 'brincadagem' com coisa séria,  com muita ironia, sátira, crítica ácida, dura, implacável e tentativa de esclarecimento sobre as atividades dos empregados do povo, os [+]Leia Mais

Arquivos

2021

Fevereiro

Janeiro

Mídia Do Povo Brasileiro!

Mídia Do Povo Brasileiro!

×

Sugeridos

© Todos os direitos reservados

X