FCS Brasil
Notícias [+] Lidas
19/03/2019   

OPERAÇÃO QUADRO NEGRO: GAECO mete Beto Richa ladrão na cadeia pela 3ª vez

Claro que a Lava Jato e a Operação Quadro Negro se complementam.

Então, podemos dizer que de certa forma, o GAECO se vingou da facada que o STF deu na Lava Jato.

A Operação Quadro negro diz respeito a desvios multi-milionários na Educação do Paraná e envolve além do Beto Richa, uma cambada de políticos, muitos deles ficaram conhecidos como BANCADA DO CAMBURÃO no Paraná.

REVEJA>>> Relembremos os nomes dos deputados do camburão pró-tatoráço de Richa Quadro Negro

REVEJA>>> Cúpula do governo Richa metida em desvios de R$ 20 milhões da Educação no Paraná

Essa é a terceira vez que o tucano ladrão de escolas é preso.

Bocão Mendes deve estar de boca aberta ccom mais essa prisão, sobretudo, depois de ter proibido prisões no âmbito da Lava Jato.

REVEJA>>> OUTRA: além de soltar comparsa de Richa, Bocão proíbe novas prisões do comparsa, Richa, Mulher e filho propineiros

REVEJA>>> OPERAÇÃO QUADRO NEGRO: delator disse que teria que repassar uma parte da propina ao Prefeito de Ponta Grossa/PR'

REVEJA>>>  Justiça Federal bloqueia R$ 166 milhões de Beto 'Camburão' Richa, 'muié' e filho propineiros

 UM RECADO CLARO DO MP-PR E GAECO AO BOCÃO DE SAPO DO STF: aqui é Paraná, é GAECO, é Operação Quadro Negro!

PARANÁ PORTAL -   Além do ex-governador, foram presos o ex-secretário especial de Cerimonial e Relações Exteriores do Paraná, Ezequias Moreira, e o empresário Jorge Atherino, tido como operador financeiro de Richa.

As prisões ocorrem após a delação premiada do empresário Eduardo Lopes de Souza, que afirmou que o ex-secretário arrecadou dinheiro desviado da reforma e construção de escolas no Paraná para a campanha de reeleição de Richa ao governo.

Por meio de nota, a defesa de Beto Richa “esclarece que a determinação de prisão exarada hoje não traz qualquer fundamento. Tratam-se de fatos antigos sobre os quais todos os esclarecimentos necessários já foram feitos. Cumpre lembrar que as fraudes e desvios cometidos em obras de construção e reforma de colégios da rede pública de ensino foram descobertos e denunciados pela própria gestão do ex-governador Beto Richa. Por orientação do ex-governador, no âmbito administrativo, todas as medidas cabíveis contra os autores dos crimes foram tomadas. A defesa repudia o processo de perseguição ao ex-governador e a seus familiares; todavia, segue confiando nas instituições do Poder Judiciário”, disse o advogado Guilherme Brenner Lucchesi.

A reportagem tenta contato com a defesa de Ezequias Moreira. O advogado de Jorge Atherino disse que, por enquanto, não irá se manifestar.

Também são cumpridos mandados de busca e apreensão em Caiobá, no litoral do Paraná, e Porto Belo, em Santa Catarina, ambos em imóveis pertencentes à família do ex-governador.





ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores, os quais poderão responder judicialmente e não representam a opinião deste site. Se achar algo ofensivo, marque quem comentou e denuncie.



STF TERRORISTA

BOLSONARO DILMOU

Sugeridos

© Todos os direitos reservados

X