FCS Brasil
Notícias [+] Lidas
19/12/2018   

Dois envolvidos em tentativa de homicídio são encontrados mortos dentro do cadeião de Ponta Grossa

Segundo o Jornal Diário dos Campos, de Ponta Grossa-PR, os dois meliantes presos por tentativa de homícidio, foram encontrados mortos numa das celas do Hildebrando de Souza, o cadeião de Ponta Grossa-PR.

Os mortos são: Lucas de Andrade Fernandes (24 anos) e Paulo Renanto Gonçalves (34 anos).

Como eles foram mortos? A Polícia diz que apura os fatos.


A história muito confusa

Em outubro de 2018, os 02 mortos no cadeião tentaram matar a tiros o vendedor de frutas, Luiz Augusto Rogalski (34 anos).

A treta era em face de uma desavença pessoal que também envolveu um assalto, envolvendo a mulher do vendedor, a irmã de Paulo Renato e os dois rapazes agora mortos no cadeião)


O Portal ARede relatou o ocorrido à época:

Reportagem mostrada na tarde de ontem pelo portal aRede trouxe com exclusividade os detalhes deste grave crime.

Rogalski estava saindo de uma agência bancária quando levou dois tiros na cabeça. Os disparos foram realizados à queima-roupa. Os envolvidos estavam num automóvel Kadett e fugiram do local. Uma unidade de Guarda Municipal, que estava na região do crime, iniciou a perseguição, conseguindo parar o carro perto do viaduto de acesso ao Núcleo Santa Maria.

Os guardas municipais encontraram 3 munições no bolso de um dos homens, um revólver calibre 32 com cinco balas - duas percutidas, mas não deflagradas e três munições deflagradas -, além de um facão e uma balaclava. 

Realizada a prisão dos suspeitos, entre eles, uma mulher, foi solicitado apoio para a equipe Romu e à Polícia Militar para encaminhamento do veículo e dos indivíduos até a delegacia da 13ªSDP.

"ERA PARA MATAR MESMO"

O acusado dos disparos é Lucas de Andrade Fernandes, de 25 anos. Ele afirma que teria ido atrás da vítima por conta de uma suposta agressão a sua irmã, que teria acontecido há dois anos. Foi bem taxativo ao afirmar que os tiros foram "pra matar mesmo".

Paulo Renato Gonçalves era motorista do grupo. Tânia é esposa de Rogalski.  Ela confirmou que teve um relacionamento com o rapaz que dirigia o veículo mas que teria "se acertado" com seu esposo sobre este assunto (traição).

Afirmou que não teria sido a mandante da tentativa de homicídio. Alessandra é irmã de Paulo e estava no carro quando houve a interceptação da Guarda Municipal.

Alessandra foi autuado pelos artigos 288 e 348; Tânia pelos artigos 121 e 288; Paulo Renato pelos artigos pelos artigos 288 e 311; e Lucas pelos artigos 121 e 288. Segundo informações do Hospital Bom Jesus, Rogalski está na Unidade de Terapia Intensiva. O estado é muito grave.


AGORA, Lucas e Paulo Renato foram mortos no cadeião.

Fim de jogo.


Polícia indicia motoqueiros do grupo insanos presos por 03 tentativas de homicídio em Pato Branco-PR





ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores, os quais poderão responder judicialmente e não representam a opinião deste site. Se achar algo ofensivo, marque quem comentou e denuncie.



ADVOGADOS X MORO

TODO MUNDO ERROU

Sugeridos

© Todos os direitos reservados

X