FCS Brasil
Notícias [+] Lidas
18/03/2015   

Governo descontrolado detona FIES e prejudica milhares de estudantes

Do céu ao inferno>>>

Em entrevista a jornalistas nesta segunda-feira, no Palácio do Planalto, Dilma disse que “em qualquer atividade humana se comete erros”, e ressalvou a possibilidade que “o governo possa ter até cometido algum erro” com relação à crise econômica, mas pediu que sejam apontados os momentos em que ela não foi humilde para que possa avaliar  se tem razão.

REVEJA:Brasil está à beira da recessão de fato, admite ministro. Dias sombrios nos esperam

REVEJA: Brasil está à beira da recessão de fato, admite ministro. Dias sombrios nos esperam

Logo depois, ela se lembrou de um erro cometido pelo governo. “Quem controlava as matrículas era o setor privado. Esse é um erro que cometemos, detectamos, voltamos atrás e estamos ajustando o programa. Antes, as matrículas eram feitas diretamente com as instituições, agora elas vão ter de passar pelo governo”, acrescentou.

REVEJA: O ajuste fiscal e a crise do Fies

REVEJA: MEC dá calote e não repassa verba do FIES para faculdades

A presidenta garantiu, no entanto, que esse erro não é culpa do setor privado, já que esse controle é feito em outras áreas como o Programa Universidade para Todos (ProUni).

REVEJA: Estudantes unificam os protestos pelo Fies

Desde que foram publicadas, no final do ano passado, alterações nas regras do Fies, o fundo tem sido alvo de embate entre governo e instituições privadas. Restrições de qualidade e de valores foram impostas à oferta de financiamento. Estudantes não estão conseguindo renovar contratos com instituições que tiveram reajustes nas mensalidades acima de 6,4% e estão enfrentando um sistema congestionado para novos financiamentos. Sobre a exigência de nota mínima, de 450 pontos em média, nas provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), a presidenta defendeu a medida, e disse ser inaceitável alguém que tirou "zero em português", ter acesso ao financiamento. Para ela, "esse que teve zero compromete o Brasil". Dilma também negou que haja problemas com o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) e reafirmou o compromisso de oferta total de 12 milhões de vagas. (Com informações de EBC) (Foto: Jornal Tapajós)

LEIA MAIS: Defensoria recebe estudantes prejudicados pelo FIES





ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores, os quais poderão responder judicialmente e não representam a opinião deste site. Se achar algo ofensivo, marque quem comentou e denuncie.



GRIPE ESPANHOLA

EBOLA E COVID-19

Sugeridos

© Todos os direitos reservados

X