FCS Brasil
Notícias [+] Lidas
07/02/2014   

Protesto reprimido com violência pela PM no Rio de Janeiro, ganha repercussão internacional

Nas últimas semanas, ocorreram diversos protestos no Rio de Janeiro, na central do Brasil, contra o aumento das tarifas dos trens. (Reveja aqui)

(Veja na BBC)

Veja: jornalista confirma que foi bomba de efeito moral lançada pela PM que atingiu o cinegrafista da Band

Veja também: Repórter do UOL é agredido por PMs em protesto no Rio

Veja ainda: Polícia dificulta atendimento de cinegrafista

Veja mais repercussão negativa do Brasil para o mundo

Além de mais de 30 pessoas presas, vários feridos, até uma grávida (veja aqui: PM se recusa ajudar grávida ferida), estava no meio da cena de selvageria da PM. O caso mais grave foi de um cinegrafista da rede Bandeirantes (vide foto principal) o qual ficou gravemente ferido quando registrava um protesto contra o aumento nas passagens de ônibus. A Polícia Militar afirma que a bomba foi atirada por vândalos. Mas um repórter da Globo News que acompanhava a manifestação disse que o artefato partiu da PM.

Protesto - No fim da tarde, cerca de mil pessoas se reuniram na Igreja da Candelária. A manifestação foi contra o aumento na tarifa do transporte coletivo, que passa, neste sábado (8), de R$ 2,75 para R$ 3 – um reajuste de 9,09%. E começou pacífica. Estudantes, integrantes de partidos políticos e black blocs caminharam em direção à Central do Brasil.

Depoimento no Anonymous Baixada Fluminene-RJ: Polícia estava 'liberada' para bater em todo mundo.

[...] Nos primeiros protestos, vimos que a polícia apenas olhou e policiou de fato um bom protesto na Central do Brasil, depois de excelentes protestos com a polícia trabalhando como deveria, o preço da passagem foi mantido, mas hoje percebemos que ficou nítido que a polícia estava liberada para ter ordens para atacar qualquer um. Qual é a razão para uma polícia democrática atacar a tudo e a todos ? Mulheres, Idosos, imprensa e ainda mais, cidadãos. Ficou óbvio que o que Cabral queria era repremir qualquer manifestação para se espalhar de vez no maior terminal de transportes do Estado e um dos Maiores do Brasil. Dando a informação exata ao povo na maioria das vezes alienado, que os manifestantes não são vândalos. Cabral precisa manchar a imagem de cada manifestante lá, e o faz liberando a polícia que tem prazer em fazer os outros sentirem dor. A polícia não forma policiais, o conceito de policiamento é outra coisa. A PM é feita por soldados, feitos para combater tudo aquilo que os seus superiores ordenarem. Se Cabral mandar matar uma criança ou quem quer que seja, os soldados irão; porque são soldados combatendo sem qualquer lei para fiscaliza-los, podem atirar em quem quer que seja que não dará em nada. E assim o Rio de Janeiro caminha para o maior regresso do Ocidente, de volta ao Absolutismo exercido por pessoas tidas como "nobres" e que estão acima da lei, mandando e desmandando, escolhendo quem vive e quem morre, nas pessoas que são os pilares que os sustentam ... [...]

Com informações de BBC, G1, Mídia livre e outros

CLIQUE AQUI E ASSISTA A UM VÍDEO DE UM POLICIAL SE JUNTANDO AOS MANIFESTANTES





ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores, os quais poderão responder judicialmente e não representam a opinião deste site. Se achar algo ofensivo, marque quem comentou e denuncie.



TOFFOLI BOLSONARO

CPI DO JUDICIÁRIO EM 1999

Sugeridos

© Todos os direitos reservados

X