FCS Brasil
Notícias [+] Lidas
26/08/2015   

Governo tem cabidão com 113 mil cargos de confiança. Só a presidência tem 18 mil empregados

ATUALIZADO EM 28/12/2015

Cortaram nada. Tudo balela. Remanejaram a maioria dos cupinchas.

É um festival de cargos com altos salários e muitas regalias>>>

O governo anunciou uma reforma administrativa para cortar gastos.

NÃO CUMPRIU NADICA DE NADA.

REVEJA:  Salários de 39 ministros e de 113 mil apadrinhados consomem R$ 214 bilhões

REVEJA:  Jornal Alemão diz: 'falta um ministro para o apelido de Ali Babá e os 40 ladrões'

Os planos incluíam o fim de dez ministérios e o corte de mil cargos de confiança. *PARA RIR OU CHORAR?

Ao logo dos últimos meses, tem sido divulgado uma série de dados sobre como a “máquina pública” aumentou nos últimos anos. Atualmente, o Poder Executivo possui 39 ministérios com orçamento de R$ 2,8 trilhões em 2015.

Para fazer a administração funcionar cerca de 616 mil servidores civis ativos trabalham em órgãos, autarquias e fundações. De 2002 para cá, foram quase 130 mil servidores federais civis a mais no quadro.

100 mil cargos, funções de confiança e gratificações

O Poder Executivo federal possui quase cem mil cargos, funções de confiança e gratificações. Somente os chamados cargos de Direção e Assessoramento Superior (DAS) somam 22.559. Tanto a quantidade de servidores como as “comissões” cresceram significativamente nos últimos anos. Nos últimos 13 anos, cerca de 30 mil novos cargos, funções de confiança e gratificações foram criados. Os DAS eram de 18.374 em 2002.

Só a presidência tem 18 mil servidores

Com a intenção de dar maior visibilidade e prestígio a algumas áreas, ou para criar cargos atrativos politicamente, a Presidência da República cresceu de forma significativa nos últimos anos. Em 2007, eram 5.697 funcionários. Em março passado, a quantidade passou a ser de exatos 18.388 servidores. A quantidade de servidores da Presidência da República inclui a Vice-Presidência, as Secretarias, que possuem status de ministério, a Controladoria Geral da União (CGU), a Advocacia Geral da União (AGU) e a Agência Brasileira de Inteligência (Abin). Também são contabilizados servidores da ANTAQ, a ANAC e do Ipea. A estrutura da Presidência da República, também está a Secretaria de Relações Institucionais, que ainda existe com status ministerial, embora a função de titular do cargo estivesse sendo desempenhada pelo vice-presidente, Michel Temer. Também integram as secretarias de Promoção da Igualdade Racial, da Micro e Pequenas Empresas, Assuntos Estratégicos, de Direitos Humanos e de Políticas para Mulheres.

39 ministérios

A principal mudança vai ser na Esplanada dos Ministérios. Hoje são 31.

Em 1985, no governo José Sarney, eram 25. O governo Fernando Collor reduziu para 16. E depois o número só foi aumentando, Itamar Franco teve 23 ministros. Fernando Henrique deixou o governo com 32 ministérios. O presidente Lula, com 37. A presidente Dilma Rousseff tem, hoje, 31 ministérios: maioria são do PT; outros do PMDB. Mas todos os outros partidos também estão na Esplanada. (Com informações do Contas Abertas)

 





ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores, os quais poderão responder judicialmente e não representam a opinião deste site. Se achar algo ofensivo, marque quem comentou e denuncie.



ÁUDIOS CONTRA BOLSONARO

CPI DO JUDICIÁRIO EM 1999

Sugeridos

© Todos os direitos reservados

X