FCS Brasil
Notícias [+] Lidas
25/09/2020   

Lava Jato do RJ denuncia 'advogado comparsa de Bolsonaro' por Lavagem de Dinheiro

Os pilantras tendo suas máscaras arrancadas.

O ANTAGONISTA - O MPF no Rio de Janeiro acaba de denunciar Frederick Wassef por peculato e lavagem de dinheiro no âmbito das investigações envolvendo a Fecomércio.

Ele e a advogada Márcia Zampiron, mulher de Ivan Guimarães, são acusados de receber recursos desviados do Sistema S por meio do escritório da advogada Luiza Eluf, que firmou contrato de R$ 4,4 milhões com a entidade.

Eluf, como revelou Crusoé, repassou a Wassef a quantia de R$ 2,68 milhões. O valor, segundo os procuradores, teria sido usado para que o advogado atuasse em investigações sobre supostos vazamentos de informações da Fecomércio.

Um dos alvos de Wassef foi a advogada Daniele Paraíso, então diretora jurídica da entidade e ex-mulher de Orlando Diniz. Como publicou O Antagonista, o advogado atuou em parceria com Guimarães na produção de dossiês.

Reportagem de capa de Crusoé mostra que a Wassef tem como modus operandi a confecção de dossiês e instauração de inquéritos policiais contra rivais de seus clientes. A matéria também aprofunda sua atuação como lobista em Brasília, abrindo portas para empresas com interesses no governo.

O caso faz parte da colaboração de Orlando Diniz, que entregou esquema que teria desviado mais de R$ 151 milhões dos cofres do Sesc/Senac por meio de escritórios de advocacia. Também foi denunciado Marcelo Cazzo, responsável por intermediar o contrato.





ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores, os quais poderão responder judicialmente e não representam a opinião deste site. Se achar algo ofensivo, marque quem comentou e denuncie.



MAMÃE LEOPARDA

AIDS TEM CURA

Sugeridos

© Todos os direitos reservados

X