FCS Brasil
Notícias [+] Lidas
07/01/2020   

Às pressas: TSE tenta comprar 180 mil urnas após teste com falhas detectadas por hackers. R$ 700 milhões de reais em jogo

ANTES, REVEJA>>> PF desmantelou quadrilha que cobrava até R$ 5 milhões para fraudar urnas eletrônicas


Meus amigos, minhas amigas, tem mutreta da grossa sendo arquitetada no TSE.

Já tinham feito testes com as urnas em novembro de 2019 onde fora, inclusive, detectadas falhas ditas 'mínimas', por hackers que participaram do teste público que de público nada tem. VEJA MAIS SOBRE AS FALHAS AQUI.

Pois bem, estava tudo certo, as mil maravilhas.

Agora, o TSE faz reunião às pressas pra enfiar R$ 700 milhões em 180 mil urnas dizendo que pretende substituir urnas de 2006 a 2008 que ainda são usadas nas eleições.

Por que diabos urnas tão velhas ainda são usadas nas eleições?

E outra, em 2014, Toffoli já tinha comprado urnas novas com LICITAÇÃO FRAUDULENTA.

REVEJA>>> Processo em que são Réus, a empresa das urnas eletrônicas e Toffoli, foi suspenso por 60 dias

Ou seja, teoricamente, as tais urnas obsoletas já deveriam ter sido substituídas em 2014, mas não o foram, tornando a fraude de Toffoli e do TSE maior ainda.

Agora, o TSE quer comprar 180 mil urnas ao preço de R$ 700 milhões e nenhuma empresa está se habilitando exceto uma, que sempre aparece nos 45 do segundo tempo. Diebold, ou uma laranja sua na América Latina com outro CNPJ. 

Detalhe: segundo o próprio TSE, são 450 mil urnas ultrapassadas ainda em uso nas eleições.

Como é que 180 mil urnas, se forem compradas, substituírão  450 mil?

Tem mutreta e mutreta da pesada nisso daí.

Todos de olho.






ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores, os quais poderão responder judicialmente e não representam a opinião deste site. Se achar algo ofensivo, marque quem comentou e denuncie.



MAMÃE LEOPARDA

AIDS TEM CURA

Sugeridos

© Todos os direitos reservados

X