FCS Brasil
Notícias [+] Lidas
01/03/2018   

Réu Toffoli e OAB-RJ blindaram escritórios de advocacia contra investigações

Isso, explica em partes, por que a OAB e muitos ditos figurões se calam diante do fato de Toffoli ser réu em face de mutretas nas urnas eletrônicas que deram a reeleição para Dilma-Temer.

Tudo esquematizado. Tudo o mesmo quadrilhão.

REVEJA>>>

Réu por fraudes nas urnas eletrônicas, Toffoli vai assumir a presidência do STF

VEJA SÓ ISSO:

O Antagonista descobriu que, em 31 de outubro de 2017, a OAB-RJ entrou no STF com um mandado de segurança para impedir que o TCU investigasse os escritórios de advocacia beneficiados por Orlando Diniz, preso na Operação Jabuti.

A apuração do TCU ocorre paralelamente à investigação da Lava Jato.

Na ausência de Ricardo Lewandowski, relator do caso, a liminar foi deferida por Dias Toffoli, que mandou suspender julgamento do TCU até que o STF se manifeste sobre o que a OAB chama de “violação de prerrogativas da advocacia”.

É preciso dizer à OAB-RJ que lavar propina não é prerrogativa da advocacia e que a entidade de classe deveria, justamente, incentivar uma investigação rápida e transparente sobre o caso – não impedi-la.





ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores, os quais poderão responder judicialmente e não representam a opinião deste site. Se achar algo ofensivo, marque quem comentou e denuncie.



MAMÃE LEOPARDA

AIDS TEM CURA

Sugeridos

© Todos os direitos reservados

X